Jerusalém, Cidade Antiga e seus portões

Cidade antiga

Muito mais que uma cidade antiga, Jerusalém é uma volta na história, independente de nossa crença religiosa. É uma emoção muito grande andar nestas terras. Em cada bairro uma surpresa. Com uma muralha construida a pelo menos 5 séculos, destruida e reconstruida varias vezes. Separando-a da nova cidade e dividida, visivilmente, em quarteirões tão distintos. Só estando por la para ter a certeza que é uma terra santa e ao mesmo tempo entender porque tanta luta. A divisão da cidade é  judaica, muçulmana, crista e  uma pequena parte armenia.

Mapa de Jerusalem Antiga com a divisão dos quarteirões

Portão de Herodes

A cidade tem varios portões, cada um com uma caracteristica. No quarteirão arabe, ou muçulmano, temos o Portão de Damasco, o mais majestoso. Este bairro tem cheiro de tempero e cada porta é um comércio. Tambem um pouco escuro e um tanto tumultuado. Mas tem seu encanto, suas especiarias, doces, muitas lojas de roupas e outras de comida que, de verdade ,você pensa que nunca terá coragem de entrar para conhecer. Tambem  no quarteirão temos o Portão de Herodes. Neste portão não há muitos comércios, é um lado mais residencial, muito comum encontrar crianças jogando futebol.

Vista de Jerusalem desde o Monte das Oliveiras

Ao final do bairro temos o Portão dos Leões. Tambem próximo da mesquita mais famosa da cidade, a Al-Aqsa. Saindo por este portão voce fica em frente ao  Monte das Oliveiras, onde é possivel ir caminhando, se voce não se importar com a subida e o calor que faz no local. A vista é linda e ao mesmo tempo tetrica. Voces não imaginam o tamanho do cemiterio que tambem fica a frente.

Voltando ao Portão de Damasco, temos o Portão Novo dando acesso ao bairro cristão. Claro e tranquilo para visitar, é um bairro com grandes monumentos, como a Igreja do Santo Sepulcro. Sem comentários. Outro acesso ao bairo é pelo Portão de Jaffa, muito movimentado mas nada parecido com o Portão de Damasco. Ao lado do portão fica a Cidadela de David. Com um dos melhores museus que visitei. Otimo, barato em preço e rico em opções. Proximo ao Portão de Jaffa fica o Versavee, um Bistro e café bem localizado com preços e opções diversificadas. (www.versavee.com ). Ainda lembro do sabor do ARMENIAN SUJO e da cerveja San Miguel. Estando em Jerusalem não deixe de visitar.

Interior da Cidade de David

Portão de Dung está no bairro judeu. Tambem neste bairro fica a Tumba do Rei David. Para mim é o bairro mais claro, amplo, agradavel ou mesmo descontraido para  andar. Foi o meu preferido. Na vespera do Shabat voce pode observar as familias passeando juntas, comendo algodão doce  ou indo para as sinagogas. Este portão  é pequeno e saindo por ele ficamos proximos ao cemitério catolico e ao ortodoxo. Jerusalem é muito antiga,  então um local muito comum por aqui é cemitérios. Os mais variados em tamanhos e credos.

Para fechar temos o Portão de Sion no quarteirão Armenio. As lojas de ceramicas são a atração. Os preços tambem atraem. Mas deixe para comprar nas menores lojas, são mais baratas que nos ateliers.

Muro das Lamentações

O Muro das lamentações tem um acesso proximo ao Portão de Dung. Tanto aqui como em outros locais sagrados o controle de entrada é grande, contando desde raio-x a revista de bolsas. Em alguns locais da Cidade Santa mulheres precisam  entrar com a cabeça ou ombros cobertos e os homens não entram de bermuda. Isso as vezes pode ser desagradavel. Não pense que vai andar pelas ruas de berduda ou com os obros de fora e se sentir bem. Nem um pouco. Afinal aqui tudo respira religião e respeito. Não é uma praia, mesmo que o calor chame para isso.

Mas voce se sente seguro. Apos 2 visitas é possivel se localizar pela geografia do local ou pelos locais historicos. Mesmo caminhando a noite pelas ruas escuras, voce se sente seguro. Nos bairros mais animados voce encontra festas, apresentações, cafés e artistas de rua em todas as praças. Quando mudamos nos quarteiros tambem sentimos a diferenças de cheiros, cores e sons. É uma loucura.  Em todos os dias que estava em Jerusalem, pelo menos uma vez ao dia iamos visitar a cidade antiga. Cada visita descobriamos um local nao visto antes e seus encantos. Em alguns fomos todos os dias e é destes que mais sentimos saudades.

 

Mesquita de Al-Aqsa

About these ads

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s