Chopinzinho – Paraná

O povoamento da região onde hoje é o município de Chopinzinho aconteceu em função da ocupação dos Campos de Palmas, que foi descoberto ainda no século XVII, mas sua posse efetiva se deu em 1839, por Joaquim Ferreira dos Santos e Pedro de Siqueira Cortes, em incursões independentes. Data de 1882 a instalação da Colônia Militar do Chopim, que ficou historicamente conhecida por Colônia Santiago Dantas, numa referência ao Coronel Santiago que iniciou a povoação do lugar. Percebe-se que é antiga e rica a história regional. A economia da erva-mate foi importante para a consolidação do povoamento de Chopinzinho. A partir do final do século passado iniciou-se um período lucrativo e turbulento nesta economia, pois grande parte da erva mate produzida na região era contrabandeada na Argentina, sendo o restante comercializado na Praça de União da Vitória. O transporte era feito em lombo de burros, que levavam nos surrões de couro, a redenção da economia regional. Outro fator de especial destaque econômico foram as safras e a criação de porcos que se firmaram nas frentes de ocupação e colonização. A safra do mate era basicamente no inverno, enquanto que a suinocultura dava-se no verão. Foi nesta alternância de economia que a gente de Chopinzinho viu o tempo passar, e se consolidou social e economicamente.

Campos no interior do municipio de Chopinzinho

O progresso do lugar foi acentuado com a abertura de estradas (antes simples picadas), ligando Chopinzinho a Laranjeiras do Sul e Mangueirinha. Em 1948 Chopinzinho figurava como Distrito Administrativo, com território pertencente ao município de Mangueirinha. Pela Lei Estadual número 253, de 26 de novembro de 1954, sancionada pelo governador Bento Munhoz da Rocha Netto, foi criado o município de Chopinzinho, com território desmembrado do município de Mangueirinha. A instalação
oficial ocorreu no dia 14 de dezembro de 1955, com a posse do primeiro prefeito eleito Sr. Mário Ceni. (Texto Professor Evilásio Fussiguer)

 

Rio Chopin

A origem do nome do município vem de um rio pequeno, rio Chopin. E o nome do rio é originario de um pássaro preto comum na região. É da atitude deste passaro que vem a expressão, agir como um chopim, que siginifica se aproveitar de alguém. Hoje o municipio tem cerca de 20 mil habitantes. Ja chegou a 30 mil, mas devido a saída dos moradores para trabalhar em cidades maiores, sua população ja reduziu em 30 %. Situada no sudoeste do Parana, com clima subtropical. Fica a 400 km da capital do estado.

O turismo do municipio é de natureza. Podemos citar a Reserva Indígena das tribos Kaygangue e Guarani, a maior reserva de Araucária do Mundo, com 11347ha. Os lagos das represas de Salto Santiago e Alagado do Iguaçu.  

Produtor rural no interior com o veículo tipico, o “jirico”.

O município teve quase 4,955 ha de suas terras banhadas pelo lago da Usina de Salto Santiago. Usina é abastecida pelo Rio Iguaçu. As águas do lago são um grande atrativo no verão, em algumas partes da encosta, são realizados eventos náuticos, já em outras partes do mesmo, formaram-se condomínios residenciais, onde as pessoas vão para suas casas para fugir do stress do dia a dia, aproveitando a tranqüilidade e a bela paisagem que faz qualquer um relaxar. Ha tambem o Horto Florestal Santa Inês na comunidade da Santa Inês. O Horto Florestal possui varias espécies de plantas e animais, açude, cachoeira e uma trilha.

Ametistas em Chopinzinho. Foto: Mineropar

No municipio se encontra uma das maiores jazidas de Ametista do Brasil. O Distrito de Passa Quatro em Chopinzinho é a região onde há maior concentração de geodos de ametista conhecidos no Paraná. Estas jazidas foram exploradas por decadas de maneira desordenada. Em 2005 o IAP fechou o garimpo por irregularidades ambientais. Apos estes eventos os produtores se organizaram em uma cooperativa, regularizaram sua situação diante dos orgãos competentes e hoje tentam tirar o maximo de resultados com o beneficiamento das pedras para a venda com valor agregado.

Lenda. As descobertas em períodos antigos costumavam ser associadas a lendas. Uma das mais bonitas é a da Ametista. Na mitologia grega, Dionisio, o deus do vinho,  desprezado pelos mortais, jurou jogar tigres contra a primeira pessoa que encontrasse. A bela Ametista, a caminho do templo da deusa Diana, foi a primeira a passar e acabou sendo atacada pelas feras. Vendo seu desespero, Diana decidiu transformá-la em um cristal para aliviar sua dor. Arrependido, Dioniso despejou vinho sobre a pedra, que adquiriu então a cor púrpura. Outra versão da mesma lenda fala que para proteger Ametista do assédio de Dionisio, Diana, a deusa da castidade, a transformou em um cristal transparente. Dionisio, não tendo mais o que fazer, a mergulhou no vinho, de onde teria vindo sua coloração.

 

Propriedade rural do municipio. Preservação constante e convivência pacifica entre proprietários e animais silvestres.

É um municipio tranquilo, perfeito para fugir da agitação dos grandes centros. Oferecendo o básico de grandes cidades para não se sentir tão isolado no mundo, como internet.  Não tem cinemas, shopping ou grandes lojas. Tambem oferece poucos restaurantes ou hoteis. Mas vale pelo contato com a natureza. Com alguns rios na area rural, perfeito para pescar e acampar no final de semana com amigos. Os proprietários são simpaticos e não há problemas em ficar por la, desde que respeite o silêncio do local. Mas precisa estar preparado para a vida selvagem. Não há estrutura para acampar, somente a natureza gratuita e a vontade da aventura.

3 thoughts on “Chopinzinho – Paraná

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s